Big techs pagam apenas 25% a 50% do imposto sobre o lucro das companhias dos demais setores

De volta ao VALOR, reportagem aborda a tributação das “big techs”, as grandes companhias de tecnologia. No Brasil, essas empresas globais vêm pagando “apenas entre 25% a 50% do imposto que incide sobre o lucro líquido de companhias dos demais setores da economia, dependendo de seu porte”. Os dados foram apresentados pela Receita Federal ao deputado federal João Maia (PL-RN), autor do projeto de Cide-Digital. Conforme essas informações do fisco, considerando empresas com faturamento bruto superior a R$ 100 milhões, “o imposto pago variou de 8,67% a 11,57% no Brasil entre 2017-2019, ante taxação de 19,57% cobrada de empresas de todos os outros setores”.
Em outro texto, o VALOR lembra que a discussão sobre a taxação das “big techs” envolve um acordo global para taxação mínima do lucro dessas companhias. Como anota a reportagem, a França já propôs taxa mínima de 12,5%, mas os Estados Unidos estariam trabalhando por um imposto mínimo de 21%. Um acordo nesse sentido é esperado até julho deste ano. (Fonte: Jota)

  • 1. MP do Ambiente de Negócios traz prazo para processos. Leia Mais
  • 2. Big techs pagam apenas 25% a 50% do imposto sobre o lucro das companhias dos demais setores. Leia Mais
  • 3. Empresas tentam no STF se livrar de dívida bilionária sobre terço de férias. Leia Mais
  • 4. Ministros do STF avaliarão direito à exclusividade do inventor. Leia Mais
  • 5. Mais sobre a CBS: livros podem perder isenção para consumidores com renda acima de 10 salários mínimos. Leia Mais
  • 6. Guerra fiscal entre mineradoras e MG/PA/AP entra em pauta. Leia Mais
  • 7. Senado aprova extensão de entrega de IRPF para 31/07/2021. Leia Mais

Dúvidas? Entre em contato

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail.

Nós respeitamos sua privacidade